Como manter os vários ambientes de trabalho seguros – Planus

Como manter os vários ambientes de trabalho seguros

30/03/2021

Como manter os vários ambientes de trabalho seguros

À medida que a Internet cresce e a tecnologia evolui, os ambientes se tornam maiores e conectados, e a integridade dos dados se tornou um dos aspectos mais importantes a serem considerados pelas empresas.

Uma rede segura garante que vários ambientes de trabalho estejam disponíveis para executar suas operações de negócio de forma integrada, protegendo-a de ataques originados dentro e fora da organização.

O pensamento tradicional iguala isso a um punhado de requisitos específicos, incluindo autenticação do usuário, proteção do dispositivo do usuário e soluções pontuais.

No entanto, a mudança para um ambiente múltiplo, juntamente com uma maior mobilidade da força de trabalho, expõe as redes a novas vulnerabilidades, pois qualquer usuário conectado pode potencialmente deixar a rede em risco.

O tráfego de aplicativos, por exemplo, deve ser entregue com segurança pela rede, evitando ameaças como roubo de propriedade intelectual ou dados privados.

Além disso, a infraestrutura subjacente deve ser protegida contra interrupção do serviço e roubo do serviço, no qual um usuário não autorizado acesse a largura de banda da rede ou um usuário autorizado acessa serviços não autorizados.

Etapas para proteger a rede em um ambiente múltiplo de trabalho

Enquanto a maioria das empresas se concentra em proteger o tráfego de aplicativos, poucas colocam foco suficiente na infraestrutura além de soluções pontuais, como firewalls.

Para proteger a rede total, a segurança deve ser incorporada em todas as camadas e em todo o ciclo de vida da rede nos vários ambientes.

1.   Segmentar e segregar redes e funções

Os arquitetos de segurança devem considerar o layout geral da infraestrutura, incluindo os vários ambientes, além da segmentação e segregação.

A segmentação de rede adequada é um mecanismo de segurança eficaz para evitar que um invasor propague exploits ou se mova lateralmente em uma rede interna. Em uma rede mal segmentada, os invasores podem estender seu impacto para controlar dispositivos críticos ou obter acesso a dados confidenciais e propriedade intelectual.

A segregação separa os segmentos de rede com base na função e na funcionalidade. Uma rede segregada com segurança pode conter ocorrências maliciosas, reduzindo o impacto de intrusos no caso de eles se firmarem em algum lugar dentro da rede.

2.   Separação física de informações sensíveis

Os dispositivos de rede tradicionais, como roteadores, podem separar segmentos de rede local (LAN).

As empresas que possuem múltiplos ambientes podem colocar roteadores entre as redes para criar limites, aumentar o número de domínios de broadcast e filtrar efetivamente o tráfego de broadcast dos usuários.

As organizações podem usar esses limites para conter violações de segurança, restringindo o tráfego a segmentos separados e podem até desligar segmentos da rede durante uma intrusão, restringindo o acesso adversário.

3.   Separação virtual de informações sensíveis

Conforme as tecnologias mudam, novas estratégias são desenvolvidas para melhorar a eficiência da tecnologia da informação e os controles de segurança da rede.

A separação virtual é o isolamento lógico de redes na mesma rede física. A segmentação virtual usa os mesmos princípios de design da segmentação física, mas não requer hardware adicional.

As tecnologias existentes podem ser usadas para evitar que um intruso viole outros segmentos internos da rede.

4.   Limite as comunicações laterais desnecessárias

Permitir comunicações ponto a ponto não filtradas, incluindo cada estação de trabalho, cria vulnerabilidades sérias e pode permitir que o acesso de um invasor de rede se espalhe facilmente para vários sistemas.

Assim que um intruso estabelece uma ponte eficaz dentro da rede, as comunicações laterais não filtradas permitem que o intruso crie backdoors em toda a rede.

Backdoors ajudam o intruso a manter a persistência dentro da rede e atrapalham os esforços dos defensores para conter e erradicar o intruso.

5.   Proteja dispositivos de rede

Uma maneira fundamental de aprimorar a segurança da infraestrutura de rede é proteger os dispositivos de rede com configurações seguras. Os gestores de TI podem fornecer uma ampla gama de orientações aos administradores – incluindo benchmarks e melhores práticas – sobre como proteger os dispositivos de rede.

Os administradores devem implementar as recomendações a seguir em conjunto com leis, regulamentos, políticas de segurança do local, padrões e práticas recomendadas do setor.

6.   Defina acesso seguro a dispositivos de infraestrutura

Os privilégios administrativos podem ser concedidos para permitir que os usuários acessem recursos que não estão amplamente disponíveis.

Limitar os privilégios administrativos para dispositivos de infraestrutura é crucial para a segurança porque os invasores podem explorar privilégios administrativos que são indevidamente autorizados, concedidos amplamente ou não auditados de perto.

Os adversários podem usar privilégios comprometidos para atravessar uma rede, expandir o acesso e assumir o controle total do backbone da infraestrutura.

As organizações podem mitigar o acesso não autorizado à infraestrutura, implementando políticas e procedimentos de acesso seguro.

7.   Valide a integridade de hardware e software

Os produtos adquiridos por meio de canais não autorizados costumam ser conhecidos como dispositivos falsificados, secundários ou do mercado cinza.

Numerosos relatórios da mídia descreveram a introdução de hardware e software do mercado cinza no mercado. Hardware e software ilegítimos apresentam um sério risco às informações dos usuários e à integridade geral do ambiente de rede.

Os produtos do mercado cinza podem apresentar riscos à rede porque não foram totalmente testados para atender aos padrões de qualidade.

A compra de produtos no mercado secundário acarreta o risco de adquirir dispositivos falsificados, roubados ou usados ​​devido a violações na cadeia de suprimentos. Além disso, as violações na cadeia de abastecimento oferecem uma oportunidade para que software e hardware mal-intencionados sejam instalados no equipamento.

Hardware ou software comprometido pode afetar o desempenho da rede e comprometer a confidencialidade, integridade ou disponibilidade dos ativos da rede.

Por fim, software não autorizado ou malicioso pode ser carregado em um dispositivo após ele estar em uso operacional, portanto, as organizações devem verificar a integridade do software regularmente.

Uma rede completamente segura ainda é um desafio

Embora esta não seja uma lista definitiva ou granular de etapas a serem seguidas para implantar vários ambientes de trabalho seguro, ela definitivamente o colocará no caminho para a criação de um ambiente seguro que permitirá que a equipe de TI e segurança da organização seja proativa e reduza os tempos de correção em quase qualquer problema que eles encontrem.

A Planus oferece as soluções de segurança, automação e integração de que as empresas precisam para se conectar e monitorar toda sua arquitetura de rede, do terminal à nuvem.

A equipe de profissionais da Planus é composta por especialistas em segurança, rede e computação em nuvem que podem ajudá-lo com as dúvidas que precisam ser respondidas durante a elaboração do planejamento e orçamentos relacionados à segurança de sua empresa.

Entre em contato agora mesmo.

Sobre a Planus

Reconhecida como uma das maiores integradoras de tecnologia do Brasil, a Planus Tecnologia passou a fazer parte do grupo VINCI Energies, grupo Europeu de origem Francesa com forte atuação ao redor do mundo, nos negócios do setor energético, automação industrial e tecnologia de informação.

Com seus pilares fundamentados em inovação e qualidade, a Planus é a primeira aquisição especializada em Tecnologia no Brasil e com isso passou a ser um provedor global de tecnologia, com capacidade para oferecer o mais completo portfólio de tecnologia e as melhores soluções e serviços para suportar toda a transformação digital dos nossos clientes.

Com um perfil consultivo e forte embasamento para orientar os seus clientes sobre o melhor horizonte a seguir, a Planus Cloud, Networking & Services tem como um dos grandes diferenciais a capacidade de atender as necessidades específicas de cada um deles, seja no modelo tradicional On Premise, no modelo Híbrido ou Cloud.

Atua em projetos de ponta a ponta, o que inclui Disaster Recovery, Backup as a Service, alta disponibilidade, soluções de Cloud Services, Networking, Telefonia as a Service, Management Services, Suporte e Manutenção de Hardware, Software e rede, Serviços de gestão de service desk, até toda a estratégia e implantação de projetos.

RELATED POST

RELATED POST
25/05/2021

O trabalho remoto em qualquer lugar dependerá da Internet das Coisas (IoT)

Iniciativas de trabalho remoto generalizadas podem estar aqui para ficar, mesmo depois [more]

25/05/2021

Pós-pandemia: como as áreas de negócios serão impactadas?

Neste momento, não importa o lugar do mundo em que você mora, [more]

20/05/2021

A inteligência artificial detecta tendências e molda o futuro

A Inteligência Artificial (IA) é o tópico mais badalado e relevante da [more]

Entre em contato com um de nossos especialistas de vendas:
(11) 2102-5400 - 0800-7222-7332

© 2017 – Planus. Todos os direitos reservados.