A importância da tecnologia em nuvem no combate ao coronavírus – Planus

A importância da tecnologia em nuvem no combate ao coronavírus

19/02/2021

A importância da tecnologia em nuvem no combate ao coronavírus

A gigante farmacêutica AstraZeneca, junto com seu parceiro de pesquisa Oxford University, tem estado na vanguarda do esforço global para pesquisar, desenvolver e implantar rapidamente uma vacina que poderia ajudar a conter a disseminação do novo coronavírus Covid-19 em todo o mundo.

A primeira das 100 milhões de doses da vacina Oxford-AstraZeneca que o governo do Reino Unido adquiriu foi administrada no início de janeiro de 2021, iniciando um forte movimento visando a imunização de toda a população, além do envio para outros países.

Embora grande parte da atenção da mídia que a vacina Oxford-AstraZeneca atraiu até agora tenha se concentrado no ritmo rápido de seu desenvolvimento, muito do trabalho nos bastidores que tornou possível a pesquisa e produção da vacina em larga escala foi graças ao uso de uma eficiente infraestrutura de computação em nuvem.

A empresa depende de quatro das principais plataformas de provedores de nuvem pública do mundo para realizar seu trabalho, além da interconexão feita através de uma estrutura de Colocation para disponibilizar todas as tecnologias de nuvem fornecidas por meio dos próprios datacenters da AstraZeneca.

A integração das tecnologias fornecidas pelos provedores de nuvem foi incorporada às operações da AstraZeneca visando aproveitar diferentes recursos, a exemplo do processamento de linguagem natural (PNL), e o uso da infraestrutura como serviço [IaaS] para pesquisa e desenvolvimento da vacina e outros tratamentos associados.

Uma equipe de 112 pessoas é responsável pela arquitetura, design e governança, e controla o que a empresa faz com seu ambiente híbrido de várias nuvens, conhecido como AZ Cloud.

Serviços em nuvem: a corrida contra o tempo em benefício da vida

Com relação aos esforços de desenvolvimento e produção da vacina Covid-19 da AstraZeneca, o maior desafio que ela enfrentou foi a falta de tempo.

Antes da Covid, os anticorpos só podiam ser testados em um pequeno subconjunto da população e aumentavam gradualmente ao longo de um período de 12 a 24 meses ou mais. No entanto, com tempo limitado, a AstraZeneca precisava receber e processar os dados de eventos adversos de dois bilhões de doses sendo administradas ao mesmo tempo em todo o mundo.

De acordo com o diretor de serviços de infraestrutura global da AstraZeneca, Scott Hunter, responsável pelas plataformas em nuvem da empresa farmacêutica e soluções de inovação para a segurança cibernética e infraestrutura de seus negócios, “É extremamente importante coletar dados, especialmente quaisquer dados de eventos adversos, para garantir que eles sejam enviados de volta para as organizações relevantes em tempo real. Parte desse processo nos permitiu cruzar esses dados com as informações existentes de nossos próprios pacientes para garantir que não houvesse adversidades com nossos pacientes e as terapias que estavam tomando no momento de desenvolvimento e testes da vacina”.

Para fazer isso, a equipe de Hunter trabalhou em estreita colaboração com as equipes de conectividade da AstraZeneca para garantir que os dados da empresa fossem usados ​​no momento necessário – graças a uma camada de abstração fornecida por uma estrutura de armazenamento na nuvem.

A solução utilizada na gestão de dados está sendo usada para fornecer um fabrica de dados que permite à AstraZeneca coletar os dados dos quatro provedores de nuvem com os quais trabalha, compartilhar esses dados com parceiros e institutos de pesquisa e informar o desenvolvimento de outros tratamentos e terapias no tratamento da Covid-19.

Implantação de vacina com ajuda da nuvem

Agora que a vacina está sendo lançada para grupos prioritários em todo o Reino Unido e em outros territórios do mundo, os benefícios de ter acesso a um ambiente de nuvem híbrida global desenvolvido com base em tecnologias de vários provedores estão realmente vindo à tona.

“Nós hospedamos muitas cargas de trabalho e serviços em nuvem pública porque lançar uma vacina mundial em países que não têm um local de datacenter ou não estão próximos a um de nossos principais datacenters seria um risco. Faz sentido que nós aproveitemos qualquer uma das quatro nuvens públicas para garantir que tenhamos a melhor gama de serviços, para que possamos realizar as ações que precisamos fazer ”, diz Hunter.

Além disso, a AstraZeneca está se apoiando em ferramentas como a PNL para garantir a criação de sites com informações sobre a vacina em diferentes idiomas.

Normalmente, essas informações seriam disponibilizadas aos pacientes na forma de um folheto físico, mas – como o tempo é essencial – essas informações agora precisam ser transmitidas online com a ajuda da nuvem.

O uso estratégico da nuvem

Embora algumas empresas tenham acelerado significativamente o uso da nuvem durante a pandemia para fins de agilidade de negócios, outras, operando em setores que não estão se saindo bem durante a pandemia, estão tentando eliminar os custos de seus negócios. E aumentar o uso da nuvem, enquanto diminui o uso de data centers locais, é uma maneira de conseguir isso.

A maioria das empresas está encontrando na nuvem maneiras de reduzir despesas e aumentar sua eficiência operacional. Ir para a nuvem é uma boa maneira de cortar despesas a longo prazo, reduzir seus custos de curto prazo e ajustar suas cargas de trabalho, alcançando suas metas operacionais e de crescimento sustentável.

Neste cenário de grandes mudanças, a Planus está à disposição de sua empresa para ajudar em novos projetos e melhorias na arquitetura tecnológica de sua organização. Entre em contato agora mesmo e veja como nossos especialistas podem ajudar.

 

Sobre a Planus

Reconhecida como uma das maiores integradoras de tecnologia do Brasil, a Planus Tecnologia passou a fazer parte do grupo VINCI Energies, grupo Europeu de origem Francesa com forte atuação ao redor do mundo, nos negócios do setor energético, automação industrial e tecnologia de informação.

Com seus pilares fundamentados em inovação e qualidade, a Planus é a primeira aquisição especializada em Tecnologia no Brasil e com isso passou a ser um provedor global de tecnologia, com capacidade para oferecer o mais completo portfólio de tecnologia e as melhores soluções e serviços para suportar toda a transformação digital dos nossos clientes.

Com um perfil consultivo e forte embasamento para orientar os seus clientes sobre o melhor horizonte a seguir, a Planus Cloud, Networking & Services tem como um dos grandes diferenciais a capacidade de atender as necessidades específicas de cada um deles, seja no modelo tradicional On Premise, no modelo Híbrido ou Cloud.

Atua em projetos de ponta a ponta, o que inclui Disaster Recovery, Backup as a Service, alta disponibilidade, soluções de Cloud Services, Networking, Telefonia as a Service, Management Services, Suporte e Manutenção de Hardware, Software e rede, Serviços de gestão de service desk, até toda a estratégia e implantação de projetos.

 

RELATED POST

RELATED POST
13/05/2021

Multicloud: é o verdadeiro caminho para o futuro

Por anos, os analistas do setor de TI têm definido a nuvem [more]

11/05/2021

Como otimizar a sua arquitetura multicloud para os requisitos de negócios?

Atualmente muitas empresas estão usando várias nuvens com uma combinação de diferentes [more]

5/05/2021

Inteligência artificial é o caminho para proteção contra ciberataques

A superfície de ataque da empresa é massiva e continua a crescer [more]

Entre em contato com um de nossos especialistas de vendas:
(11) 2102-5400 - 0800-7222-7332

© 2017 – Planus. Todos os direitos reservados.