desktop – Planus

Virtualização de Servidores e Desktops: Qual é a diferença?

29/08/2017

Virtualização de Servidores e Desktops: Qual é a diferença?

Existem duas formas de trazer mais facilidade à equipe de TI de uma empresa com a virtualização de processos e sistemas: através da virtualização dos desktops e dos servidores.

Com a virtualização de desktops, é criada uma máquina virtual para cada usuário, com sistema operacional e aplicativos próprios. Já na virtualização de servidores, cada servidor físico se torna virtual e pode compartilhar recursos de CPU, memória, disco e rede com outros servidores virtuais, desde que todos estejam hospedados no mesmo servidor físico.

Além disso, na virtualização de desktops, que também é conhecida como virtualização de cliente, o usuário pode interagir com um ambiente virtual da mesma maneira a qual usaria um desktop físico. A vantagem, nesse caso, mora na possibilidade de acessar o desktop de maneira remota, uma vez que a área de trabalho de um desktop virtual estará disponível através da rede, em dispositivos como desktops físicos, thin client ou tablet.

Outra grande vantagem é que um desktop virtual pode ser criado e acessado instantaneamente, enquanto um desktop físico pode demorar dias para ser customizado com sistema operacional e aplicações, atrasando o cliente final.

Já a virtualização dos servidores é uma resposta ao desafio empresarial de equilibrar aquisições e expansões de ativos de hardware, elementos de suma importância para que o crescimento dos negócios seja suportado da forma correta pela área de TI. Apresentando redução de custos, rapidez e segurança, esse tipo de virtualização é adotada em todo mundo, por empresas de todos os portes.

Seguindo a linha de ser altamente customizável e interessante às empresas, a virtualização de servidores garante alto grau de disponibilidade a todos os aplicativos, de maneira simultânea, através da consolidação dos servidores.

Essas soluções acabaram facilitando a entrada de outro tipo de virtualização no mercado, que é a de aplicações, solução eficaz para ambientes sem muita variação de perfil de usuário, onde todos se utilizam, basicamente, dos mesmos aplicativos e sistemas operacionais.

Com ela, os usuários do sistema compartilham do mesmo servidor, com instâncias de aplicação individualizadas, ainda que o sistema operacional seja o mesmo.

Vantagens das virtualizações de desktop e servidores

O uso acelerado e de crescimento constante de dispositivos móveis, como tablets e smartphones, e a demanda crescente por conexão de qualidade fizeram com que a virtualização de desktops e aplicativos fossem impulsionadas de maneira rápida.

A boa notícia é que essas soluções vem repletas de vantagens para as empresas que as adotam, como, por exemplo:

  • Segurança: como na virtualização de desktops os dados não trafegam pela rede externa da empresa, fica mais fácil e rápido realizar backups, atualizações na aplicação e patches de segurança. Também é relativamente maior a proteção dos hardwares contra a entrada de vírus;
  • Mobilidade: através da internet é possível acessar, por meio de dispositivos móveis, os arquivos de desktop;
  • Redução de custos operacionais: como não há necessidade de instalaçãoo de aplicações e sistema operacionais em cada equipamento de usuários, as áreas de administração e suporte de TI sentem a redução de custos.
  • Suporte mais efetivo: como o usuário é exposto somente às aplicações que lhes são autorizadas, ocorre uma diminuição natural dos chamados de help desk para suporte. Assim, esse atendimento passa a ser mais assertivo, e os custos com ele também se mostram menores;
  • Alto nível de armazenamento: versões mais recentes de softwares de virtualização, principalmente de servidores, manipulam de forma mais fácil grande quantidade de CPUs, memória e interfaces de rede. Isso permite que a empresa crie máquinas virtuais com maior volume de memória e quantidade de processadores virtuais e disponham de estrutura para suportar aplicações mais críticas, como os sistemas ERP e SAP;
  • Customização de infraestrutura:  as virtualizações permitem maior dimensionamento, instalação e customização de estruturas de TI que permitam a criação de ambientes totalmente virtualizados.

RELATED POST

RELATED POST
1/12/2020

Quais as novas oportunidades de inovação a IOT trará para os negócios?

A Internet das Coisas (IoT) está moldando ativamente os mundos dos negócios [more]

24/11/2020

Qual impacto que a estratégia de continuidade de negócios pode trazer no orçamento da sua empresa?

Incêndios, terremotos, inundações, quedas de energia e outros tipos de desastres atingem [more]

24/11/2020

Com as mudanças causadas pela pandemia, como mitigar riscos que prejudicam a empresa?

Quando você pensava que tinha sua rede sob controle, tudo deu errado [more]

© 2017 – Planus. Todos os direitos reservados.