Como fica o gerenciamento contínuo das operações dos clientes com o novo cenário – Planus

Como fica o gerenciamento contínuo das operações dos clientes com o novo cenário

5/05/2020

Como fica o gerenciamento contínuo das operações dos clientes com o novo cenário

Enquanto os governos estão fazendo perguntas sobre sua estratégia de saída de coronavírus, uma coisa é clara: grande parte da força de trabalho pode trabalhar remotamente, graças aos esforços das equipes de TI em todo o país.

Ao permitir que as pessoas se comuniquem e trabalhem, os funcionários do escritório não precisam viajar. Eles podem permanecer socialmente distantes dos colegas de trabalho, o que, em última análise, salva vidas.

A TI tem sido responsável por uma grande transformação, buscando principalmente garantir as operações dos clientes em um momento tão crítico como esse que estamos vivendo atualmente.

Porém, apesar dos resultados positivos dessa forte transformação, os desafios de manter as operações ativas permanecem e o gerenciamento contínuo das operações de negócio precisam se manter eficientes de forma permanente.

Um dos principais desafios do Covid-19 em relação a tecnologia vem da continuidade dos negócios e do gerenciamento contínuo das operações

Uma abordagem estratégica e sistemática visando fortalecer a resiliência dos modelos de negócios atuais das organizações é a chave para a continuidade dos negócios durante a pandemia de coronavírus.

As empresas tendem a ter estratégias e planos tradicionais para serviços gerenciados e de continuidade de negócios que se concentram na permanência de recursos e processos, mas omitem o modelo de negócios.

No entanto, o próprio modelo de negócios pode ser uma ameaça ao gerenciamento contínuo das operações em eventos externos, como o surto global de COVID-19.

Os CIOs (Chief Information Officers) podem desempenhar um papel fundamental no processo de aumentar a resiliência do atual modelo de negócios de suas organizações para garantir o gerenciamento contínuo das operações de negócio, pois as tecnologias e os recursos digitais podem influenciar todos os aspectos desses modelos.

Neste cenário, o Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, sugere adotar uma abordagem que inclua 5 etapas principais que auxiliam na continuidade dos negócios e na gestão de serviços de TI estratégicos:

Etapa 1 – Definir o modelo de negócios: diante da contingência causada pela pandemia do COVID-19

As empresas devem primeiro se concentrar em seus clientes, essenciais para a continuidade de suas operações, e depois se referir a um processo de definição de seus modelos de negócios atuais, fazendo perguntas específicas sobre seus clientes, proposições de valor, recursos tecnológicos e modelos financeiros.

Embora os CIOs normalmente não conduzam o processo de definição do modelo de negócios, eles devem se envolver de maneira proativa com os líderes executivos seniores para revisar as questões-chave relacionadas aos modelos de negócios atuais. Isso é fundamental para os CIOs participarem ativamente da modificação desses modelos.

Etapa 2 – Identificar incertezas

Essa etapa pode ser realizada através da análise de pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças (SWOT) ou de brainstorming. Tendo em vista a grande variedade de incertezas e ameaças, essa etapa pode se beneficiar da participação de um grupo heterogêneo, com origens e interesses diferentes, principalmente nas áreas em que a TI normalmente está envolvida.

As empresas devem se concentrar nos riscos que a incerteza representa para os componentes do modelo de negócios. Os CIOs devem participar ou coordenar sessões de brainstorming para identificar quaisquer incertezas causadas pelos surtos do COVID-19, compartilhando algumas das incertezas e possíveis ameaças da TI, como problemas com a infraestrutura de TI, aplicativos e sistemas de software.

Etapa 3 – Avaliar o impacto

Membros multidisciplinares devem formar uma equipe de projeto para avaliar ou até quantificar o impacto das incertezas identificadas. Os CIOs podem fornecer impactos potenciais do ponto de vista de TI.

Etapa 4 – Alterações no projeto e no gerenciamento contínuo das operações dos clientes

Neste ponto do processo, a ênfase está no desenvolvimento de estratégias de teste, em vez de estimar sua viabilidade. Selecionar e fazer alterações será na próxima fase. Os CIOs e times de TI devem aproveitar as tecnologias e os recursos digitais para facilitar as mudanças projetadas no gerenciamento contínuo dos serviços e na alta disponibilidade do negócio.

Etapa 5 – Realizar as alterações

Esse é o momento de tomar a decisão sobre quais alterações serão feitas, principalmente para as equipes de liderança sênior. As estratégias de mudança definidas na Fase 4 fornecem informações essenciais para esse processo de tomada de decisão. As equipes de liderança sênior devem selecionar as estratégias que consideram mais assertivas para implementar, geralmente baseadas em cálculos econômicos, riscos e até intuição.

Depois que as equipes de liderança sênior selecionam as iniciativas de mudança de negócios e de TI, os CIOs devem aplicar uma abordagem ágil para implementar as iniciativas.

Por exemplo, eles podem formar uma equipe ágil, com profissionais multidisciplinares, permitindo o alinhamento entre as áreas de negócios e TI, garantindo maior velocidade e qualidade de entrega. Em crises como o surto de COVID -19 agilidade, rapidez e qualidade são cruciais para permitir a continuidade das operações e os serviços gerenciados.

Para ajudar nesse processo de forte mudança, conte com a ajuda da Planus. Entre em contato agora mesmo com os nossos especialistas. Além da disponibilidade para tirar dúvidas, podemos ajudá-lo neste processo de transformação.

Sobre a Planus Cloud, Networking & Services

A Planus Cloud, Networking & Services é a unidade especializada em serviços e soluções da Planus Tecnologia, reconhecida como uma das maiores integradoras de tecnologia do Brasil, presente no mercado há 32 anos.

Com um perfil consultivo e forte embasamento para orientar os seus clientes sobre o melhor horizonte a seguir, a Planus Cloud, Networking & Services tem como um dos grandes diferenciais a capacidade de atender as necessidades específicas de cada um deles, seja no modelo tradicional On Premise, no modelo Híbrido ou Cloud.

Atua em projetos de ponta a ponta, o que inclui Disaster Recovery, Backup as a Service, alta disponibilidade, soluções de Cloud Services, Networking, Telefonia as a Service, Management Services, Suporte e Manutenção de Hardware, Software e rede, Serviços de gestão de service desk, até toda a estratégia e implantação de projetos.

 

>

Entre em contato com um de nossos especialistas de vendas:
(11) 2102-5400 - 0800-7222-7332

© 2017 – Planus. Todos os direitos reservados.