Cloud: como tornar a recuperação de desastres mais eficiente – Planus

Cloud: como tornar a recuperação de desastres mais eficiente

31/03/2020

Cloud: como tornar a recuperação de desastres mais eficiente

O principal objetivo do planejamento de recuperação de desastre é gerar um plano de recuperação detalhado que possa ser executado de forma assertiva, no caso de uma interrupção imprevista.

Esse plano deve definir as etapas detalhadas necessárias para recuperar seus sistemas de TI para um estado em que eles possam dar suporte aos negócios após um desastre. Ao fazer isso, o plano de recuperação de desastre deve cobrir com êxito a variedade de eventos que sua organização pode enfrentar.

Porém, existem tarefas que precedem a criação de um plano de recuperação detalhado. A chave é executar uma avaliação de risco e / ou análise de impacto nos negócios que identificará os serviços de TI críticos para as atividades de negócios da organização.

Este trabalho permite determinar objetivos de tempo de recuperação e de ponto de recuperação para a infraestrutura e os principais aplicativos em seu ambiente. A partir disso, você pode avançar para o desenvolvimento de estratégias de recuperação de desastres e planos realmente eficientes.

Os serviços de recuperação de desastres na nuvem evoluem, mas as lacunas permanecem e precisam ser resolvidas

Para muitas empresas, a recuperação de desastres foi um avanço na nuvem, e é por isso que os fornecedores continuam investindo em serviços que abordam esse caso de uso. Mais recentemente, os provedores de nuvem passaram atender às necessidades dos usuários que exigem mais transparência e facilidade de uso nos serviços de recuperação de desastres.

Enquanto isso, regulamentos recentes, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e outras regulamentações utilizadas em diferentes segmentos de mercado, forçam as organizações a se aprofundarem em suas arquiteturas de nuvem, visando proteger suas operações de negócio.

À luz de regulamentações como essas e riscos associados ao sucesso dos negócios, as empresas precisam implementar ações de conformidade para proteger e recuperar seus ambientes na nuvem.

Comece com alta disponibilidade

As equipes de TI precisam decidir quanta redundância eles desejam incluir em suas cargas de trabalho para garantir o nível de disponibilidade desejado. Comece selecionando uma classe de armazenamento com alta disponibilidade. Isso fornecerá o espelhamento de dados em vários sites na mesma região.

A resiliência e a preparação para desastres exigem que haja mais de uma instância única de dados críticos, independentemente de quem é o provedor e de quão bom é o seu histórico.

Avalie requisitos de proteção de dados

Para se preparar para uma interrupção na nuvem, verifique se os requisitos técnicos e de negócios da sua empresa estão alinhados. Avalie, racionalize e categorize os períodos de proteção, disponibilidade e retenção de dados para cada armazenamento de dados que reside na nuvem.

Em seguida, estabeleça regras que definem as características de manipulação de dados com base nessa categorização. Essas características podem ser traduzidas em requisitos para o site físico, a geografia local e as políticas de espelhamento.

Estabeleça métricas de resiliência

É impossível determinar todas as formas possíveis de falha da nuvem. Porém, as piores falhas geralmente são o resultado de aplicativos com falhas, portanto, a organização deve criar um roteiro que especifique as etapas imediatas a serem tomadas quando ocorrer uma interrupção da estrutura de nuvem.

Os gerentes de nuvem devem ter um plano ou serviço de backup de recuperação de desastres pronto. Esse plano deve incluir métricas como um objetivo do ponto de recuperação (RPO) e um objetivo de tempo de recuperação (RTO).

Um RPO define uma quantidade aceita de tempo de inatividade para uma carga de trabalho. Um RTO caracteriza a rapidez com que um backup pode ser ativado em resposta a falhas. O plano de recuperação de desastre de uma organização deve atender aos objetivos de RPO e RTO. Isso varia dependendo do aplicativo hospedado em sua estrutura tecnológica na nuvem.

Teste as possíveis interrupções na nuvem

Os bancos de dados não são o único tipo de dados vulnerável a uma interrupção. O estado do aplicativo, as definições de configuração ou os logs do aplicativo também podem ser perdidos em uma interrupção. É importante garantir que uma empresa possa restaurar esses tipos de dados também.

E embora as equipes de TI planejem alta disponibilidade, isso não protege completamente os dados de serem excluídos ou atingidos aos ataques de ransomware, por exemplo. As empresas devem ensaiar uma recuperação de vários cenários de falha, incluindo interrupções na nuvem pública, ataques virtuais e desastres naturais.

E embora muitas empresas adotem um modelo de nuvem visando se preparar para uma interrupção, essa estrutura só será útil se a infraestrutura já fizer parte da estratégia de alta disponibilidade da empresa.

Caso contrário, opte por uma estratégia de várias regiões ou várias nuvens, pois o dimensionamento e a elasticidade podem se tornar um problema ao lidar com o hardware local.

A proteção e a alta disponibilidade da estrutura tecnológica de sua empresa depende diretamente da estratégia de recuperação de desastres. Para garantir que suas operações de negócio estejam sempre prontas para atender seus clientes, conte com a ajuda da Planus. Entre em contato agora mesmo com os nossos especialistas. Além da disponibilidade para tirar dúvidas, podemos ajudá-lo neste processo de construção.

Sobre a Planus Cloud, Networking & Services

A Planus Cloud, Networking & Services é a unidade especializada em serviços e soluções da Planus Tecnologia, reconhecida como uma das maiores integradoras de tecnologia do Brasil, presente no mercado há 32 anos.

Com um perfil consultivo e forte embasamento para orientar os seus clientes sobre o melhor horizonte a seguir, a Planus Cloud, Networking & Services tem como um dos grandes diferenciais a capacidade de atender as necessidades específicas de cada um deles, seja no modelo tradicional On Premise, no modelo Híbrido ou Cloud.

Atua em projetos de ponta a ponta, o que inclui Disaster Recovery, Backup as a Service, alta disponibilidade, soluções de Cloud Services, Networking, Telefonia as a Service, Management Services, Suporte e Manutenção de Hardware, Software e rede, Serviços de gestão de service desk, até toda a estratégia e implantação de projetos.

 

RELATED POST

RELATED POST
22/09/2020

O novo normal exige uma nova adaptação as soluções de comunicação unificadas

Com a pandemia de Covid-19 redefinindo a maneira como as pessoas trabalham, [more]

22/09/2020

Conheça toda a facilidade e mobilidade que a solução de Cloud Call traz para as empresas

Independentemente de você liderar uma organização empresarial ou uma startup, a solução [more]

15/09/2020

Como manter a segurança de dados em diferentes locais e na nuvem

As empresas que estão se adaptando a economia digital adotaram as plataformas [more]

Entre em contato com um de nossos especialistas de vendas:
(11) 2102-5400 - 0800-7222-7332

© 2017 – Planus. Todos os direitos reservados.