Quais as tendências no setor de TI para 2020? - Planus

Quais as tendências no setor de TI para 2020?

20/12/2019

Quais as tendências no setor de TI para 2020?

Impulsionada por uma possível retomada da economia e uma população com cada vez mais experiência em produtos e serviços de tecnologia, o ano de 2020 promete ser marcado pela inovação tecnológica e o surgimento de novos produtos e serviços focados na mobilidade e alta conectividade.

Não podemos esquecer que 2020 será marcado como o ano em que a Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor. É bem provável que até agosto, mês definido pelo governo como data limite na adequação para a nova legislação, teremos muitas empresas correndo contra o tempo para entrar em conformidade.

Seguindo as previsões de TI elaboradas por fornecedores e analistas nas últimas semanas, separamos algumas das principais tendências de TI que provavelmente vão definir o setor de tecnologia em 2020 e nos anos a seguir.

Tendências no setor de TI para 2020

O foco das previsões para o próximo ano deve ser a ampliação da economia digital. Até 2023, o IDC prevê que mais da metade (52%) do PIB global será contabilizada por empresas transformadas digitalmente. Esse ponto de inflexão digital anuncia o surgimento de uma nova espécie de empresa, o primeiro negócio totalmente digital.

Para o Gartner, a Inteligência Artificial deve ser uma das protagonistas para o novo ano. As previsões examinam como a tecnologia está transformando o que significa ser humano, e os líderes de gestão de serviços de TI devem estar preparados para se adaptarem a um ambiente em mudança.

Empresas devem buscar um processo de inovação mais rápido

Até 2023, mais de 50% de todos os gastos em TIC (tecnologia da informação e comunicação) serão direcionados à transformação e inovação digital, segundo o relatório feito pelo IDC, que superou os 27% de 2018.

As empresas devem colocar em seu próprio processo interno o planejamento da transformação digital e entender os fatores críticos de sucesso para a execução.

As nuvens se conectam

Para permanecer competitivo na economia digital, os serviços digitais devem ser executados em qualquer lugar e a qualquer hora. Até 2022, 70% das empresas devem implementar tecnologias, ferramentas e processos de gerenciamento de nuvem híbrido e multicloud unificados.

Este será um novo capítulo da competição na nuvem. Na economia digital a capacidade de uma empresa competir dependerá de seu alcance digital, e uma parte essencial deste alcance será a integração do gerenciamento de silos na nuvem.

As empresas devem se preparar priorizando as ofertas de gerenciamento e governança baseadas em SaaS, identificar os KPIs de negócios relevantes para impulsionar e reintegrar toda a TI em torno de uma infraestrutura totalmente digital.

Fábricas de inovação digital

De acordo com o IDC, até 2025, quase dois terços das empresas serão produtoras de software, com código implantado diariamente. Mais de 90% dos aplicativos serão nativos da nuvem, 80% do código terá origem externa e 1,6 vezes mais desenvolvedores existirão do que hoje.

Os líderes empresariais devem se preparar para essa grande mudança de cultura, investindo pesadamente em sistemas de automação e orquestração e interagindo com as comunidades de software de código aberto. Isso ajudará a capacidade de uma empresa de se diferenciar e competir de maneira sustentável em seu próprio setor.

Inteligência Artificial é inevitável

Até 2025, pelo menos 90% dos novos aplicativos corporativos devem incorporar a IA tornando os aplicativos “mais inteligentes” e “mais dinâmicos”. Até 2024, mais de 50% das interações da interface do usuário usarão visão computacional, fala, processamento de linguagem natural (PNL) e IA / AR (realidade aumentada / realidade virtual) habilitada pela IA.

As empresas devem identificar os principais aplicativos e serviços da IA estabelecer negócios e governança de TI em torno da ética ​​e priorizar a criação de novas interfaces de usuário que alavancam a Inteligência Artificial.

Vamos romper uma nova fase da tecnologia

Até 2023, mais de 50% da nova infraestrutura corporativa implantada estará no limite, em vez de data centers corporativos, acima dos 10% atuais. E, até 2024, o número de aplicativos na borda aumentará 800%.

O alcance digital não é apenas conectar nuvens, é expandir a infraestrutura, os dados, os aplicativos e o gerenciamento da nuvem, até os locais mais distantes. Nos próximos quatro anos, os serviços de TI na ponta devem evoluir rapidamente e se expandir além da experiência do cliente e da experiência comercial.

Essa transformação incluirá casos de uso mais críticos, como cirurgia assistida por AR, veículos autônomos etc.

Para se preparar, as empresas precisam modernizar a TI para se tornar virtualizada, em contêiner e definida por software para dar suporte à borda. Eles também devem considerar novos parceiros de datacenter, que podem reforçar a criação de borda e priorizar os custos de otimização de infraestrutura e comunicação de aplicativos.

A lista de tendências se estende para grandes mudanças que devem ocorrer dos próximos anos. Entretanto, vale destacar o pontapé inicial dessa transformação, o ano de 2020. Esse será o ponto de partida para que as empresas possam fazer parte deste cenário de tantas inovações e a quebra de novos paradigmas de mercado.

Para fazer parte desses cenários de mudanças conte com a ajuda da Planus. Os nossos especialistas estão prontos para ajudar sua empresa da melhor forma possível. Além da disponibilidade para tirar dúvidas, podemos ajudá-lo neste processo de migração para uma infraestrutura de tecnologia eficiente e estratégica. Entre em contato agora mesmo.

Sobre a Planus Cloud, Networking & Services

A Planus Cloud, Networking & Services é a unidade especializada em serviços e soluções da Planus Tecnologia, reconhecida como uma das maiores integradoras de tecnologia do Brasil, presente no mercado há 32 anos.

Com um perfil consultivo e forte embasamento para orientar os seus clientes sobre o melhor horizonte a seguir, a Planus Cloud, Networking & Services tem como um dos grandes diferenciais a capacidade de atender as necessidades específicas de cada um deles, seja no modelo tradicional On Premise, no modelo Híbrido ou Cloud.

Atua em projetos de ponta a ponta, o que inclui Disaster Recovery, Backup as a Service, alta disponibilidade, soluções de Cloud Services, Networking, Telefonia as a Service, Management Services, Suporte e Manutenção de Hardware, Software e rede, Serviços de gestão de service desk, até toda a estratégia e implantação de projetos.

 

Entre em contato com um de nossos especialistas de vendas:
(11) 2102-5400 - 0800-7222-7332

© 2017 – Planus. Todos os direitos reservados.