IoT - da captura de dados à sabedoria - Planus

IoT – da captura de dados à sabedoria

25/06/2019

IoT – da captura de dados à sabedoria

É preciso confessar que a arquitetura IoT (Internet of Things) não é algo tão trivial e que, embora as taxas de adoção estejam em pleno crescimento, muitas empresas ainda têm dificuldades para construir, implantar e manter sistemas de IoT que ofereçam resultados de negócios tangíveis e de sucesso.

Em alguns casos, as empresas ficam entusiasmadas com todo o potencial existente da IoT, porém, não alinham seus projetos com resultados de negócios bem definidos, como aumento da eficiência operacional ou novas ofertas de serviços geradores de receita.

Para alguns casos os resultados ainda são bem semelhantes: investimentos irrecuperáveis ​​em projetos de IoT que não produziram resultados finais satisfatórios.

E para as empresas que que foram assertivas e conseguiram converter em bons negócios, qual foi a fórmula mágica?

Para projetos de sucesso em IoT não existe mágica

Na verdade, como você sabe bem, para nenhum projeto ou negócio existe uma fórmula mágica. Para evitar desperdício de investimentos, energia operacional e sentimentos negativos em torno de IoT é preciso considerar alguns pontos críticos para que sua iniciativa não se torne apenas uma coleta de dados:

  1. Quais são os objetivos do negócio?
  2. Como projetamos o sistema IoT para atingir esses objetivos?
  3. Como garantir a segurança e privacidade dos dados coletados e processados?

Nesse ponto, é fundamental determinar seus objetivos de negócios desde o início e definir como a IoT será usada em sua organização para se alinhar a esses objetivos.

O próximo passo é conduzir uma avaliação abrangente da arquitetura de IoT necessária para o projeto, fornecendo as informações contextuais essenciais para gerar uma estratégia de IoT atingível.

A partir daí, você precisa construir uma infraestrutura de IoT que se alinhe à sua estratégia, com componentes de tecnologia específicos e marcos aos objetivos de negócios.

É preciso desenvolver uma arquitetura de IoT assertiva

Como citado anteriormente, as arquiteturas de soluções de IoT são mais complexas do que a maioria dos projetos de TI tradicionais, devido às muitas camadas de complexidade no dispositivo, níveis de conectividade de rede e aplicativos, além da interoperabilidade entre cada um.

Do ponto de vista de uma arquitetura de ponta a ponta, um sistema IoT começa com um dispositivo de ponto final, como um sensor, que coleta dados. Esses dados são transmitidos por conectividade de rede, como celular ou Wi-Fi.

Esses componentes são gerenciados por uma plataforma, ou várias plataformas, que permitem o gerenciamento de conectividade, de dispositivos, desenvolvimento de aplicativos, segurança e outras funções.

Por fim, os dados são armazenados em uma nuvem ou em um data center hospedado, onde podem produzir análises ou fornecer sistemas de back-office.

É importante entender os detalhes da arquitetura. Sua organização pode implantar um dispositivo potencialmente caro que fornece recursos de transição simples ou utilizar vários dispositivos, cada um específico para uma determinada região. A escolha certa vai levar a projetos mais assertivos e apresentando custos reduzidos.

Vencer os desafios da segurança em IoT é fundamental

O gerenciamento seguro dos sistemas de IoT à medida que eles são escalonados requer previsão e planejamento.

Desafios comuns incluem falhas de sensores, ataques de bots e hacks de câmeras. As empresas que implantam dispositivos IoT nas instalações de seus clientes são responsáveis ​​por garantir que o dispositivo não se torne uma vulnerabilidade para o usuário final.

Essa segurança de ponta a ponta é um desafio fundamental para o setor como um todo, mas especialmente para implantações de grande escala.

Portanto, assegurar que medidas de segurança estejam incluídas em seu sistema IoT, executando a modelagem de ameaças desde o design da arquitetura deve ser uma prioridade.

A modelagem de ameaças começa com um diagrama de arquitetura do sistema que descreve claramente como os dados fluem pelos diferentes elementos do aplicativo e onde os invasores podem invadir.

Em seguida, compile uma lista de todas as ameaças associadas à solução, como os ataques de bot ou hacks de câmeras mencionados anteriormente. E por fim, depois que as ameaças forem identificadas, priorize e mitigue cada uma delas no estágio de design, antes que o sistema IoT seja introduzido no campo.

Converta em negócios com resultados reais

Ao final, você deve ter percebido como é importante criar uma estratégia de IoT orientada para resultados desde o início.

Determinar primeiro os objetivos de negócios e, em seguida, escolher a tecnologia certa para os processos e as metas, a fim de alcançar os resultados desejados e maximizar os retornos dos investimentos em IoT é o caminho certo.

Sua estratégia de IoT deve refletir sua estratégia de negócios e deve alinhar as tecnologias aos processos operacionais. Uma abordagem focada permite que sua empresa identifique, de uma forma global, onde os processos operam, os sistemas de back-end que precisam ser integrados e os níveis de segurança necessários.

Pronto para começar seu projeto de IoT?

Há 30 anos se transformando através da Tecnologia, a Planus integra soluções de TI para entregar soluções de negócios, se destacando pelo abrangente modelo de negócios na oferta de Infraestrutura com capacidade para atender das mais simples às mais complexas soluções, das soluções “On Premises” às soluções “As a Service”,  da TI Híbrida a Cloud”, do atendimento às empresas SMB até as maiores do país.

Entre em contato com os especialistas da Planus, eles estão à disposição para tirar suas dúvidas e ajudar no desenvolvimento dos seus projetos e objetivos de negócio.

 

Entre em contato com um de nossos especialistas de vendas:
(11) 2102-5400 - 0800-7222-7332

© 2017 – Planus. Todos os direitos reservados.