Os dados da sua empresa estão realmente protegidos? – Planus

Os dados da sua empresa estão realmente protegidos?

15/03/2018

Os dados da sua empresa estão realmente protegidos?

Diante das ameaças cibernéticas cada vez mais sofisticadas, o cuidado com a infraestrutura aumentou de forma crítica dentro das empresas.

Uma empresa preocupada com a segurança dos dados empresarias sabe a importância das informações como um ativo estratégico. Diante das ameaças cibernéticas cada vez mais sofisticadas, esse cuidado com a infraestrutura aumentou. O combate às diversas vulnerabilidades é prioridade em qualquer organização.

Pensando nisso, você sabe se os dados da sua empresa estão realmente protegidos? Sabe quais as principais fraquezas que viabilizam os roubos de informações por malwares? Confira!

A segurança de dados

Você sabia que uma mera informação empresarial sigilosa representa um potencial de ganho? Os dados de uma organização dizem respeito à atividade-fim, à razão de ser daquele negócio, e sua segurança é o que garante que eles não serão violados por terceiros. Quanto maior o valor da informação, maior será a perda ao mensurar o prejuízo financeiro.

Um bom exemplo sobre isso é o prejuízo financeiro causado pelos Cyber Crimes. Conforme dados de 2017 divulgado pela consultoria Grant Thornton as fraudes eletrônicas acumularam US$280 bilhões de prejuízo. Por este motivo, o que se tem visto no mercado é o maior investimento em segurança de dados.

Isso é comprovado pelo estudo “Pesquisa Global de Segurança da Informação 2017”. De acordo com o estudo, os mais de 10 mil executivos e líderes de TI ouvidos apontaram prioridades de investimento para o próximo ano. São elas:

  • Programas de sensibilização sobre privacidade;
  • Políticas e procedimentos de privacidade;
  • Análise crítica da situação e da maturidade;
  • Resposta a incidentes de privacidade.

O estudo ainda aponta que 59% registraram impactos da transformação digital nos gastos com segurança. 62% dos entrevistados usam serviços gerenciados para a gestão da cibersegurança e privacidade.

A tendência, como se pode ver, é procurar um parceiro para lidar com a segurança de dados, visto que é preciso combater com mais veemência as vulnerabilidades. Mas quais são as principais fraquezas que viabilizam o roubo de informações?

Vulnerabilidade dos dados empresariais

A presença de malwares (código malicioso, como vírus, worms, cavalos de tróia) na infraestrutura de TI de uma empresa é uma grande dor de cabeça para o gestor. Além de gerar uma perda financeira pelo roubo de informações, ele gera custos associados ao seu tratamento.

Eles invadem os sistemas empresariais devido às vulnerabilidades encontradas na infraestrutura, sendo as mais comuns em hardwares, programas, comunicações e derivadas de colaboradores. Por este motivo, é recomendado que se adote soluções que podem lidar com a questão de forma proativa e criar processos reativos mais eficientes e efetivos.

Hardware

As principais vulnerabilidades encontradas em hardwares são:

  • Firmware desatualizado;
  • Sistemas mal configurados ou não protegidos fisicamente;
  • Protocolos de gerenciamento permitidos em interfaces públicas.

Programas

No que diz respeito aos programas (softwares), as principais fraquezas são:

  • Software antivírus desatualizado;
  • Aplicativos mal escritos;
  • Erros de configuração (aprovisionamento manual que conduz a configurações inconsistentes, sistemas não endurecidos, não auditados ou não monitorados).

Comunicações

As falhas de comunicação envolvem os protocolos de rede não criptografados, as conexões a várias redes, os protocolos desnecessários permitidos, sem filtragem entre segmentos de rede, dentre outras.

Colaboradores

Um dos pontos mais sensíveis de uma empresa é educar seus colaboradores sobre a importância da segurança de dados. Por este motivo, eles são uma vulnerabilidade muito relevante. Todos os usuários devem compreender o que é um malware, suas características, a gravidade das ameaças potenciais, as técnicas de evasão, as formas de propagação de malware e os riscos que ele representa.

A educação do usuário também deve incluir a conscientização sobre as políticas e os procedimentos que se aplicam ao tratamento de incidentes de malware, como detectar malwares em um computador, denunciar infecções suspeitas e condutas a serem adotadas para auxiliar os responsáveis pela prevenção de incidentes.

A ameaça cibernética que advém dos próprios colaboradores é um indício de que a educação organizacional sobre a segurança de dados é deficiente. Procedimentos mal definidos comprometem a política empresarial. Não à toa, o ataque cibernético em massa que ocorreu no início de 2017 atingiu empresas que possuem políticas de boa segurança para seu sistema. O motivo: foi detectado um incidente de segurança cibernética em alguns computadores de colaboradores que estão na rede corporativa empresarial.

O investimento crescente em segurança de dados envolve a adoção de soluções que previnem a empresa dos incidentes. É preciso adotar uma política que mantenha a disponibilidade e a integridade dos dados, para não prejudicar o andamento das operações.

Dentro desta ideia, a Planus oferece uma solução de Backup e Disaster Recovery essencial para a segurança de dados corporativos. Conheça!

 

Entre em contato com um de nossos especialistas de vendas:
(11) 2102-5400 - 0800-7222-7332

© 2017 – Planus. Todos os direitos reservados.